Carros, Táxis e Aplicativos Mobilidade Urbana

DF: Câmara Legislativa aprova ampliação de idade máxima para carros de aplicativos

Foto: Leon Neal/Getty Images

Veículos que prestam serviço de transporte particular de passageiros poderão ter até oito anos de uso; medida vale também para táxis


Deputados distritais aprovaram, em sessão solene realizada nesta terça-feira (30/10), a ampliação do período de uso dos carros cadastrados em aplicativos de transporte particular de passageiros. Os motoristas de serviços como Uber, 99Pop e Cabify, e também taxistas poderão utilizar automóveis com até oito anos de fabricação. Atualmente a idade limite dos veículos é de cinco anos.

Os trabalhadores dessas plataformas estiveram na Câmara Legislativa para pressionar os deputados. Dos 18 parlamentares presentes na sessão, 16 votaram a favor do Projeto de Lei n° 1.864/2017.

O deputado Professor Israel Batista (PV) foi o autor da proposta. Para ele, a aprovação significa a manutenção de empregos. “Temos que igualar o DF às demais unidades da Federação e evitar que famílias sejam prejudicadas em meio a uma crise tão grande como a que vivemos”, afirmou o parlamentar.

Apenas os deputados Chico Vigilante (PT) e o presidente da Casa, Joe Valle (PDT), votaram contra a ampliação. De acordo com Chico, a casa poderia votar a possibilidade de se aumentar a renda dos motoristas. “Muitos acabam sendo escravizados pelos aplicativos. Em vez de votarmos o aumento da idade [máxima], deveríamos votar o aumento da remuneração”, declarou.

Empresas de aplicativos se manifestam sobre a decisão

As empresas que coordenam as plataformas digitais comemoraram a decisão. A 99Pop destacou, que com a aprovação, Brasília se coloca novamente “na vanguarda das discussões regulatórias acerca do tema”. “O projeto, além de garantir o sustento de mais de cinco mil famílias, garante também a democratização do serviço de transporte individual privado e acesso à população mais carente”, completa.

Higor Viana

Jornalista formado desde 2017, atua como repórter e assessor de imprensa. Editor-chefe do site Bsb Mobi.

Comentar

Clique aqui para comentar

Deixe uma resposta