Infraestrutura

DF: Ibaneis anuncia a criação de mais três regiões administrativas

Sol Nascente e outras duas localidades passam a ter administrações próprias. Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

Sol Nascente, Arapoangas e Arniqueiras passam a ter administrações próprias


Em seu primeiro compromisso público como governador do Distrito Federal, nesta sexta-feira (4/1), Ibaneis Rocha divulgou a criação de mais três regiões administrativas. O anúncio foi feito no Sol Nascente, uma das localidades que, segundo o governador, passará a contar com uma administração própria. Arniqueiras e Arapoangas também atingem o status de cidades-satélite. Com isso, o DF passa de 31 para 34 RA’s.

A declaração de Ibaneis aconteceu durante solenidade que lançou o SOS DF. A ideia do programa é realizar manutenções nas cidades, tais como tapa-buracos, consertos de boca de lobo, entre outros. Para executar os serviços, as administrações regionais recebem 250 equipamentos, como caminhões e tratores, e o reforço de 750 servidores.

Ainda durante o evento, o chefe do Executivo também revelou os nomes dos novos administradores regionais. Das três cidades recém-criadas, apenas o Sol Nascente – que também engloba a região do Por do Sol – conheceu o responsável por sua administração. O empresário Goudim Carneiro, que mora na região há 26 anos, foi o escolhido por Ibaneis.

O chefe do Executivo chegou a declarar que faria a criação das três novas cidades através de um decreto. Todavia, tal medida fere à Lei Orgânica do DF, que prevê que o assunto seja discutido na Câmara Legislativa. Ao portal G1, o Palácio do Buriti informou que “está criando um grupo de trabalho para analisar as questões técnicas como, por exemplo, limites regionais, orçamento e razões, para a exposição de motivos”.

De acordo com a LODF, para uma nova região administrativa ser criada, o tema deve ser aprovado por maioria absoluta dos deputados distritais. Isso significa que mais da metade dos parlamentares com mandatos teriam de votar a favor, o que dá um total de 13 votos necessários. A previsão do Executivo é que o projeto esteja pronto até 31 de janeiro, quando termina o recesso da Câmara Legislativa e os novos textos começam a tramitar.

*Texto atualizado 4/1/2019, às 22h19

Redação

O BSB Mobi é um portal de notícias especializado em mobilidade urbana. O site traz as principais informações sobre o tema em todo o Brasil, com foco principal no Distrito Federal e Entorno.

Comentar

Clique aqui para comentar

Deixe uma resposta