Infraestrutura

DF: Ibaneis promete entregar, até março, obras de viaduto no Eixão Sul

Foto: Renato Alves/GDF

Viaduto desabou em fevereiro do ano passado


O governador Ibaneis Rocha visitou, nesta quarta-feira (9/1), as obras o viaduto sobre a Galeria dos Estados no Eixão Sul. É a primeira vez que o novo chefe do Executivo comparece ao local desde que tomou posse. A promessa de Ibaneis é de que o trecho, interditado desde fevereiro do ano passado, esteja liberado novamente para o trânsito até março. A previsão inicial era de que as obras fossem entregues em maio.

Para tanto, o governador pediu à empresa responsável pela obra que os trabalhos sejam intensificados. “Consegui obter da empresa responsável o compromisso para que os trabalhos tenham maior agilidade, com a ampliação da carga horária e do número de profissionais”, garantiu Ibaneis.

A visita ao complexo foi acompanhada pelo secretário de Obras, Izídio dos Santos. Na avaliação de Santos, 25% da obra está concluída. Segundo o secretário, a empresa responsável pela obra deve começar a erguer, ainda em janeiro, os pilares de sustentação onde será feito o novo viaduto

Na ocasião, o titular do Palácio do Buriti garantiu que visitará outros viadutos que estão em situação de risco. Um relatório do Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) apontou que outras 10 estruturas precisam de manutenção urgente. “Temos que cuidar da revitalização dos viadutos, eles envelheceram muito rápido. A manutenção não foi feita últimos 50 anos, e a cidade está prestes a cair, como caiu aqui. Isso eu não quero que ocorra no nosso governo”, afirmou.

“Vamos trabalhar de maneira preventiva. Isto já foi determinado ao secretário de Obras, DER e Novacap. Criaremos um programa permanente de verificação e recuperação de todo o mobiliário de viadutos do Plano Piloto e de todo o DF”, declarou o governador.

Redação

O BSB Mobi é um portal de notícias especializado em mobilidade urbana. O site traz as principais informações sobre o tema em todo o Brasil, com foco principal no Distrito Federal e Entorno.

Comentar

Clique aqui para comentar

Deixe uma resposta