Mobilidade Urbana Ônibus

DF: Novo incêndio atinge garagem do Grupo Amaral no Itapoã

Foto: Fernando Sousa/Bsb Mobi

Ninguém ficou ferido; imóvel pegou fogo pela primeira vez em 2016


A garagem do Grupo Amaral próxima ao Itapoã pegou fogo na noite desta segunda-feira (14/1). Ao todo, 54 bombeiros e 18 viaturas foram deslocados para atender a ocorrência. Havia a ameaça de que as labaredas, que chegaram a 10 metros de altura, atingissem as casas próximas ao local. Ninguém ficou ferido.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o incêndio começou por volta de 22h50 e foi controlado quatro horas depois. Foram usados mais de 20 mil litros de água para conter o fogo. A perícia foi acionada para determinar as causas do incidente. O mato alto pode ter ajudado a espalhar as chamas.

O terreno era usado como um depósito de ônibus abandonados das empresas do conglomerado. Havia cerca de 80 coletivos no local. Destes, 15 acabaram destruídos.

Relembre

Não é a primeira vez que o imóvel pega fogo. Em junho de 2016, um outro incêndio atingiu 200 veículos que estavam na garagem. 20 deles ficaram completamente destruídos.

A perícia concluiu, à época, que o incêndio foi criminoso. As chamas começaram no pátio interno, onde havia pneus e pedaços de madeira. No entanto, nenhum responsável foi identificado.

Grupo Amaral

O conglomerado empresarial chegou a ser composto por 30 empresas e foi fundado por Dalmo Josué do Amaral, que faleceu em 2014 aos 80 anos de idade. O empresário chegou à Brasília na década de 1950. Parte dessas organizações dominavam o transporte de passageiros no DF e Entorno. Viva Brasília, Rápido Brasília, Veneza, Rápido Planaltina e Santo Antônio atuavam no setor.

Mas enquanto era realizada a atual licitação do transporte do DF, em 2013, as empresas do Grupo passavam por uma situação crítica. O GDF chegou a tomar o controle das operações para garantir a continuidade do serviço. A corporação estava sob responsabilidade do filho de Dalmo, o ex-senador Valmir Amaral.

Foto: Fernando Sousa/Bsb Mobi

Em março de 2016, a Justiça decretou a falência de parte das empresas que compunham o Grupo Amaral, entre elas, Rápido Girassol, Santo Antônio, Expresso Rota Federal, Santo Antônio de Veículos, Rápido Santo Antônio, Jat Aerotaxi e Viação Valmir Amaral (Viva Brasília).

Redação

O BSB Mobi é um portal de notícias especializado em mobilidade urbana. O site traz as principais informações sobre o tema em todo o Brasil, com foco principal no Distrito Federal e Entorno.

Comentar

Clique aqui para comentar

Deixe uma resposta