Ciclomobilidade Mobilidade Urbana

DF: Ciclovia na EPTG fica pronta em fevereiro, diz DER

Foto: Tony Winston/GDF

Conclusão da obra foi adiada cinco vezes


Iniciada em maio de 2017, a obra da ciclovia que corta a Estrada Parque Taguatinga-Guará (EPTG) deve ficar pronta até o fim do mês de fevereiro. É o que promete o Departamento de Estradas e Rodagens (DER-DF), que é o responsável pela rodovia.

A afirmação foi feita durante entrevista concedida pelo superintendente do DER, Cristiano Cavalcante, nesta segunda-feira (21/1) ao Bom Dia DF, da Rede Globo. De acordo com Cavalcante, diversos fatores prejudicaram o andamento das obras, cujo prazo final foi adiado cinco vezes.

O superintendente explica que alguns obstáculos foram encontrados durante a execução das obras. “Redes de alta tensão, interferências com redes de água e esgoto e principalmente invasões”, pontuou Cristiano.

Também segundo Cavalcante, no fim de fevereiro há a previsão de entregar cinco obras que vão servir como travessias sobre riachos e ao lado de viadutos na EPTG. Essas travessias cruzam os córregos Samambaia e Vicente Pires, além do viaduto Israel Pinheiro, que dá acesso à cidade de Vicente Pires.

A ciclovia cobre os 11 quilômetros de extensão da EPTG, ligando a saída de Taguatinga à entrada da Octogonal. Porém, há trechos da via reservadas para ciclistas que estão no canteiro central e outros que estão nas marginais.

“A lógica desse complexo cicloviário consiste na coleta das demandas das regiões adjacentes às marginais da EPTG”, justificou Cavalcante. O superintendente afirmou que quando houver a necessidade de atravessar do canteiro central para a marginal ou vice-versa, o ciclista poderá fazê-lo através das passarelas existentes ao longo da via. “Todas as passarelas serão devidamente sinalizadas, orientando qual sentido ele deve pegar e seguir sua viagem”, explica.

Redação

O BSB Mobi é um portal de notícias especializado em mobilidade urbana. O site traz as principais informações sobre o tema em todo o Brasil, com foco principal no Distrito Federal e Entorno.

Comentar

Clique aqui para comentar

Deixe uma resposta