Mobilidade Urbana Ônibus

GO: Em Goiânia, vereadores aprovam projeto de Lei que condiciona reajuste de tarifas de ônibus a melhorias no serviço

Foto: Ricardo Vieira/Bsb Mobi

A Câmara Municipal de Goiânia (GO) votou, nesta quinta-feira (21/3), o projeto de Lei nº 192/2018. O texto, que foi aprovado por unanimidade, condiciona qualquer reajuste nas tarifas de transporte público a melhorias no serviço. O projeto segue para a sanção do prefeito Iris Rezende (MDB). Atualmente, as tarifas do transporte público na capital e Região Metropolitana custam R$ 4,00.

O projeto é de autoria da vereadora Tatiana Lemos (PCdoB). “Trata-se de uma luta desta Casa em prol daqueles que utilizam o transporte coletivo da capital, que é péssimo. Chega desse abuso”, definiu. A vereadora lembra que os contratos de concessão com as empresas do transporte público da capital goiana foram firmados em 2008.

“Foram estabelecidas uma série de responsabilidades às concessionárias”, destacou Lemos. No entanto, a parlamentar afirma que diversos itens desses contratos não são cumpridos. “Estão aí a superlotação, insegurança, irregularidades nas linhas, falta de ar-condicionado”, completa.

O presidente da Câmara, Romário Policarpo (PROS), disse que o parlamento municipal “vai agir até a última instância para barrar esse aumento”. “Estamos unidos nessa luta contra esse reajuste”, disse. As críticas foram acompanhadas pelos outros vereadores, que destacaram os defeitos do serviço prestado em Goiânia, como superlotação, atrasos e insegurança.

Cristina Lopes (PSDB) destacou que o poder público não investe no sistema nem fiscaliza as empresas, o que provoca uma situação de “caos continuado”. Já Felisberto Tavares (PR) foi mais enfático ao declarar que as concessionárias agem “como uma máfia existente no transporte coletivo”. “A Câmara assumiu uma postura de grandeza e respeito ao cidadão trabalhador que usa esse transporte”, frisou.

Reunião da CDTC adiada

A reunião da Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo (CDTC), que estava marcada para esta quinta-feira (21), e discutiria o reajuste da tarifa do transporte coletivo em Goiânia e Região Metropolitana foi cancelada. O encontro estava marcado para as 17h, no Paço Municipal de Goiânia pelo presidente da CDTC, Jânio Darrot, que é prefeito de Trindade (GO).

O vereador Lucas Kitão (PSL) que é o representante da Casa junto ao colegiado, disse que o Jânio se sensibilizou e entendeu que o momento atual “não é oportuno” para reajustar tarifas. Confira abaixo a nota da CDTC:

“Em nota oficial, o presidente da CDTC, no uso de suas atribuições legais, resolve adiar a convocação de hoje – quinta feira dia 21 de março, às 17 horas no Paço Municipal de Goiânia. Tal medida foi tomada após entendimento com o Prefeito Iris Rezende e o Ministério Público, na pessoa da promotora Drª Leila Maria e Oliveira, os vereadores de Goiânia e Região Metropolitana . Todos estão sensibilizados com as necessidades dos usuários do transporte coletivo. O presidente informa que será marcada uma reunião preparatória para discutir as melhorias do transporte”.

BSB Mobi

Site especializado em notícias sobre mobilidade urbana, especialmente na região do Distrito Federal e Entorno.

Comentar

Clique aqui para comentar