Trânsito

Maio Amarelo: Câmara Legislativa do DF debate prevenção a acidentes de trânsito

Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

A campanha Maio Amarelo, que levanta a questão da segurança no trânsito, será tema de debate na Câmara Legislativa do DF. O evento acontece nesta quinta-feira (16/05/19), a partir das 15 horas, no Plenário da Câmara Legislativa do DF.

Representantes do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF), Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF), Secretaria de Estado de Mobilidade, Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília (TCB), Polícia Militar e Corpo de Bombeiros confirmaram participação na solenidade.

O deputado Valdelino Barcelos (PP), que é o autor da iniciativa, defende uma política de prevenção de acidentes. “Sofrer um acidente não é a melhor maneira de aprender a ter cuidado no volante”, declara o distrital que é presidente da Comissão de Transporte e Mobilidade Urbana na CLDF. “Por isso, precisamos valorizar campanhas educativas e abrir o debate para que todo tipo de sugestão, dúvida ou crítica seja avaliada”, reitera. 

Ele também destaca o objetivo da campanha batizada de “Maio Amarelo”, e explica o uso da cor, que está nos semáforos e significa “atenção”. “Este é o objetivo: chamar a atenção para o tema, que é tão atual”, acrescenta o distrital.

“Sofrer um acidente não é a melhor maneira de aprender a ter cuidado no volante”, diz Valdelino Barcelos, que é o autor da sessão que debate o Maio Amarelo. Foto: Thyago Arruda

Dados – Segundo informações do Departamento de Trânsito do Distrito Federal, em apenas dois anos, a operação “Pontos para a Vida” – uma parceria entre o Detran, o Ministério Público do Distrito Federal e a Polícia Civil – flagrou 709 condutores dirigindo com a CNH suspensa e 49 com a habilitação cassada.

Em 2018, um levantamento preliminar da Gerência de Estatísticas do órgão apontou que 5 motoristas com o direito de dirigir suspenso se envolveram em acidentes de trânsito com morte no DF. Ainda segundo os dados da fiscalização, cerca de 90% dos motoristas autuados na Operação Pontos para a Vida estavam suspensos por conduzir veículo após a ingestão de bebida alcoólica.

BSB Mobi

Site especializado em notícias sobre mobilidade urbana, especialmente na região do Distrito Federal e Entorno.

Comentar

Clique aqui para comentar