Carros, Táxis e Aplicativos Mobilidade Urbana

DF: Governo apresenta veículos elétricos para dois passageiros

Foto: Acácio Pinheiro/Agência Brasília

Governador Ibaneis Rocha viralizou na internet ao dirigir um exemplar


Pequenos, com capacidade para dois passageiros, movidos a energia elétrica. Quem lê a descrição pode pensar que se trata de uma bicicleta ou mesmo de um daqueles patinetes que tomaram as cidades. Mas o veículo em questão é um carro. Isso mesmo. A novidade foi apresentada nesta segunda-feira (20/05/19) no Palácio do Buriti.

Para que isso fosse possível, o GDF anunciou uma parceria, em forma de acordo de cooperação, com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e o Parque Tecnológico de Itaipu (PTI).

Na última quinta-feira (16), o governador Ibaneis Rocha (MDB) viralizou na web ao transitar pelo Eixo Monumental, em Brasília, pilotando um desses. Ele estuda implantar o veículo nos mesmos moldes de compartilhamento das bicicletas ou patinetes, ou seja, via aplicativo.

A princípio, a novidade fica disponível apenas para servidores selecionados e alguns secretários usem o modelo em caráter experimental para ir e voltar de reuniões. Os 20 carros disponibilizados pela Renaut devem começar a circular no segundo semestre deste ano.

Mas a promessa pós fase de testes é de expansão. “A ideia é que, depois do projeto piloto, possamos expandir a ideia de forma gratuita para a população”, garante o secretário de Ciências e Tecnologia e Inovação, Gilvan Máximo.

Para o GDF, o custo será zero. Mas o projeto deve custar R$ 2,3 milhões em investimentos da ABDI. “A partir da parceria que nós, da ABDI, fizemos com o Parque Tecnológico de Itaipu”, comentou o presidente da agência, Guto Ferreira.

“Assim que o governador soube da iniciativa, imediatamente disse que queria usar o veículo em Brasília, dando uma prova definitiva de que é possível fazer um trabalho atendendo ao anseio da sociedade na velocidade que ela merece, que é a velocidade digital e não analógica.” Guto Ferreira, presidente da ABDI

Os carros foram projetados para ocupar pouco espaço. Medem 2,33m de comprimento e 1,23m de largura e pesam apenas 480 kg. Além disso, os veículos tem portas que abrem para cima e não para o lado. Quando carregados, podem percorrer até 100 km. Eles alcançam a velocidade máxima de 80 km/h.

O Twizy ainda não está à venda. Só é comercializado em parcerias como esta, entre Renault/Itaipu/ABDI e o Governo do Distrito Federal, dentro de propostas de mobilidade zero emissão. Pelo menos 150 veículos destes circulam pelo país. Na Europa, onde é vendido regularmente em alguns países, custa 8 mil euros – cifra equivalente a R$ 37 mil, pela cotação desta segunda-feira (20).

“É uma iniciativa que traz um impacto muito grande no eixo da mobilidade da cidade, dentro desse conceito de cidade inteligente”, diz Gilvan Máximo.

BSB Mobi

Site especializado em notícias sobre mobilidade urbana, especialmente na região do Distrito Federal e Entorno.

Comentar

Clique aqui para comentar