Mobilidade Urbana Ônibus

DF: Ônibus terão tabela de horários reduzida em julho

Foto: Fernando Sousa/BSB Mobi

De acordo com DFTrans, a medida “é uma forma de ajustar a oferta e a demanda, proporcionando o equilíbrio financeiro do sistema de transporte”


A partir da próxima segunda-feira (08/07/19), o sistema de transporte público por ônibus no DF terá a tabela de horários alterada. Como acontece em todos os anos durante o período de recesso escolar, haverá redução na quantidade de viagens oferecidas pelo sistema de transporte público local. O esquema deve durar até o dia 28 de julho.

De acordo com o Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans), “a medida é uma forma de ajustar a oferta e a demanda, proporcionando o equilíbrio financeiro do sistema de transporte”.

O departamento esclarece que não há um percentual de redução geral das linhas de ônibus. Dessa forma, é feito um estudo caso a caso de acordo com a característica de cada linha.

Apenas as linhas de ônibus com percentual de estudantes superior a 30% do total de passageiros terão mudanças, diz o DFTrans. Ainda segundo a autarquia, sempre que possível são mantidos os horários habituais das viagens de cada linha.

As regiões do DF em que circulam até 2 linhas de ônibus não passam por mudanças. Além disso, os horários de sábado ou domingo não devem passar por mudanças. Também não haverá mudanças nos horários do serviço “corujão” (que funciona durante as madrugadas) e não haverá cortes dos primeiro e último horário de cada linha.

Os novos horários podem ser consultados no site DFnoPonto. O DFTrans orienta os passageiros a registrarem reclamação na ouvidoria, pelo 162, caso os horários previstos no site não estejam sendo cumpridos.

Clique aqui e confira a relação da quantidade de novos horários em cada linha

Redação

O BSB Mobi é um portal de notícias especializado em mobilidade urbana. O site traz as principais informações sobre o tema em todo o Brasil, com foco principal no Distrito Federal e Entorno.

Comentar

Clique aqui para comentar

Deixe uma resposta